O mar parece infinito, mas não é.

Preservar o oceano e sua biodiversidade é muito mais que um desafio. É uma ambição.

É por isso que o Grupo Jerónimo Martins está empenhado fazer a diferença de forma sustentável, promovendo a protecção dos recursos marinhos. Para isso, definiu um conjunto de princípios especiais que são seguidos à letra:

  1. Pesca responsável

    Por forma a preservar a biodiversidade, são evitadas toda e qualquer actividade promocional que envolva espécies “vulneráveis” ou “em risco”, excepto se a sua origem for comprovadamente de gestão sustentável de reservas pesqueiras.

  1. Aposta em aquacultura

    Para reduzir a pressão sobre as populações em decréscimo na Natureza, nas espécies com maior procura, como o salmão, a dourada e o robalo, é priveligiada a compra de pescado de aquacultura.

  1. O fiel amigo não é igual em todo o lado

    Todo o bacalhau vendido nas lojas Pingo Doce, é oriundo da Noruega e da Islândia, países reconhecidos pelas melhores práticas em gestão sustentável das suas reservas pesqueiras.

  1. Golfinhos felizes

    Toda a gama de atum enlatado da marca Pingo Doce tem o selo certificado “Dolphin Safe”, garantindo a utilização de métodos de pesca que evitam a captura acidental de golfinhos.

  1. Produtos amigos do ambiente

    O Grupo tem a preocupação constante de pensar no desenvolvimento de produtos mais amigos do ambiente. Um bom exemplo disso são os cotonetes com bastão de cartão, representam uma redução de mais de 25 toneladas de plástico por ano.

  1. Futuro sustentável das embalagens

    Até 2022, todas as embalagens de produtos de Marca Própria vão estar em conformidade com rigorosos padrões de desenvolvimento que garantam menor impacto ambiental.

  1. Os sacos são para ser reutilizados

    De forma a minimizar o lixo plástico nos Oceanos, as companhias do Grupo disponibilizam alternativas reutilizáveis aos sacos de plástico, tanto de ráfia como de papel. E agora todos os sacos de plástico são fabricados com 80% de materiais reciclados.