Gonçalo Costa, chef executivo do Pingo Doce, é o convidado do sexto episódio do podcast Be The Story. Joana Marques, d'As Três da Manhã da Renascença, conduz esta conversa sobre o combate ao desperdício alimentar em todas as frentes.

Mais de 1,3 mil milhões de toneladas de alimentos são desperdiçados todos os anos em todo o mundo, o equivalente a cerca de 1/3 de toda a comida produzida. Se a isto juntarmos o facto de existirem mais de 820 milhões de pessoas em situação de fome e subnutrição, torna-se ainda mais urgente fazer desta causa uma prioridade. Está na altura de declarar guerra ao desperdício.

Combater o desperdício alimentar em todas as frentes

O desperdício alimentar começa na produção agrícola. Colheitas abandonadas ou estragadas devido a doenças, infecções ou contaminação dos solos, fazem com que muitos dos alimentos produzidos sejam logo descartados.

A estes podem juntar-se também os chamados “legumes feios” que, apesar de não terem o aspecto imaculado e o calibre necessário para estarem à venda nos supermercados, têm o mesmo perfil e valor nutricional que os “legumes bonitos”.

Desde 2011 que as principais cadeias de Distribuição Alimentar do Grupo Jerónimo Martins incorporam nas suas receitas os “legumes feios”. Antes eram simplesmente deixados nos campos ou deitados fora, mas agora são usados para a confecção de refeições prontas a comer, como sopas ou saladas, à venda nas lojas Pingo Doce em Portugal ou Biedronka na Polónia.

No supermercado, a fruta e os vegetais que apresentam pequenas pisaduras são muitas vezes rejeitados pelos consumidores. Também o pão que sobra das últimas fornadas, os bolos que não são consumidos até ao final do dia ou os produtos cujas datas de validade estão muito próximas acabam por não ser vendidos e resultam naquilo a que os retalhistas chamam “quebra”.

Daí que a escolha cuidadosa de tudo aquilo que vai para as lojas seja muito importante para garantir stocks equilibrados: nunca a menos, mas também é importante evitar quantidades a mais.

No final de cada dia, o Pingo Doce em Portugal, a Biedronka na Polónia e a Ara na Colômbia, associam-se às instituições próximas das lojas e Centros de Distribuição para apoiar as comunidades envolventes, oferecendo por isso os produtos que iam resultar em desperdício. Veja o exemplo do CASA.

Beringelas à Joana Marques

A Joana Marques, d’As Três da Manhã da Renascença, aceitou o convite do chef Gonçalo Costa e foi para a cozinha fazer uma receita com o que tinha no frigorífico. Veja como correu.

Podcast Be The Story

Sobre o podcast Be The Story

No podcast Be The Story, As Três da Manhã da Renascença – Ana Galvão, Joana Marques e Inês Lopes Gonçalves – moderam conversas com especialistas para clarificar mitos e dúvidas sobre temáticas de sustentabilidade. Um projecto do Grupo Jerónimo Martins em parceria com a Renascença.

Veja aqui todos os episódios deste podcast.