Shopping Solidário

Se teve oportunidade de visitar a loja do Pingo Doce de Telheiras durante a quadra de Natal de 2018, certamente terá reparado que algo de muito especial estava a acontecer.

Spoiler Alert: A segunda edição desta ideia inovadora já começou.

 

O que é o “Mercado Social”?

O projecto do “Mercado Social” é simples: Instituições de Solidariedade Social seleccionadas pelos seus negócios sociais na área podem testar a venda dos seus produtos nas lojas Pingo Doce, sem os custos necessários de abrir um espaço dedicado. A totalidade do valor das receitas provenientes deste canal directo reverte a favor das instituições.

O objectivo é ajudá-las a obter uma fonte de receita estável, através de uma plataforma de lançamento gratuita e sustentável. Como diz o velho ditado, “não se trata apenas de dar peixe a quem tem fome”, mas sim de “ensiná-las a pescar”.

 

A primeira experiência

A iniciativa arrancou em Dezembro de 2018 na loja de Telheiras, onde foram vendidos doces e compotas caseiras, chutneys e temperos, além de muitos outros produtos naturais e deliciosos produzidos por 2 instituições:

  1. “Mercearia Semear”, um negócio social inclusivo que emprega pessoas com deficiências cognitivas e motoras, alicerçado na promoção de actividades agrícolas e no fabrico de produtos alimentares artesanais, contra o desperdício de alimentos;
  2. “Casa dos Sabores”, uma marca criada pela centenária Casa de Santo António, que acolhe e cuida de grávidas adolescentes em dificuldades, promovendo competências maternas, sociais e profissionais, para que possam ser rapidamente reintegradas na sociedade.

Este projeto piloto deu a ambas as organizações a oportunidade de vender os seus produtos num dos melhores locais da loja durante três meses.

Apesar dos resultados desta primeira experiência não terem sido muito significativos, o projeto permitiu que uma grande maioria de pessoas se familiarizasse com a Casa de Santo António e Semear, tendo assim alavancado as vendas dos produtos nas lojas das próprias instituições.

Para a segunda edição, em 2019, novos formatos de loja e novas instituições estão a ser testadas e um expositor diferente foi desenvolvido para ajudar a aumentar as vendas.

Mas foi apenas o início!

Entre os meses de Maio e Junho de 2019 foi a vez da Cercica se juntar ao projecto. A Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Cascais é uma instituição que procura acompanhar o crescimento de crianças e jovens com deficiência intelectual e motora, proporcionando-lhes novos desafios e actividades de inclusão.

A produção de chás e temperos biológicos – como o tomilho bela-luz – faz parte do projecto de agricultura social da Cercica.

A Casa dos Sabores e a Mercearia Semear vão continuar a sua parceria com o Pingo Doce este ano e um dos objectivos é atingir a região Norte até Dezembro.